Thursday, October 06, 2005

Grupo 3: O que é movimento social?

Antes de questionarmos os movimentos sociais, achamos mais pertinente apresentar alguns conceitos sobre o que constitui esse fenômeno. Apresentaremos nesse post duas definições clássicas de movimento social, acrescidas de algumas críticas. Desde já, gostaríamos de esclarecer que os conceitos que apresentaremos não são definitivos, não são e nem pretendem ser tomados por verdade absoluta. Eles são frutos de um contexto histórico e da interpretação de alguém que ocupa um determinado lugar na sociedade, daí seu caráter de opinião (fundamentada).
As definições clássicas que utilizaremos são a de Manuel Castells e a de Alain Touraine. Para Castells, "movimentos sociais urbanos são sistemas de práticas sociais contraditórias, isto é, que controvertem a ordem estabelecida a partir das contradições específicas da problemática urbana." Sendo que a problemática urbana abrange as questões de moradia, saúde, cultura, etc. A transformação estrutural do sistemas não é, para ele, uma condição para que o movimento se caracterize como um movimento social, mas sim um objetivo. "Por Movimento Social Urbano se entende um sistema de práticas que resulta da articulação de uma conjuntura definida, a um tempo pela inserção dos agentes suportes na estrutura urbana e na estrutura social, e de natureza tal, que seu desenvolvimento tende objetivamente para a transformação estrutural do sistema urbano ou para uma modificação substancial da correlação de forças na luta de classes, ou seja, em última instância, no poder do Estado."
Já para Alain Touraine os "movimentos sociais são a ação conflitante de agentes das classes sociais, lutando pelo controle do sistema de ação histórica". Sendo ação histórica um conceito que representa o conjunto de influências da história sobre a prática social, sobre a produção da sociedade por si mesma. E a sociedade com que Touraine trabalha é caracterizada pela luta entre as classes visando dominar a historicidade, ou seja, o controle da sociedade.
Touraine afirma que os movimentos sociais acontecem dentro da luta de classes, e que estas pretendem com isso manter ou tomar o comando da sociedade. "Movimentos Sociais são forças centrais que lutam umas contra as outras para dirigir a produção da sociedade, a ação de classe pela direção da historicidade." E para um movimento se caracterizar como social é necessário que ele seja ou uma luta entre classes, ou a luta de uma nação contra a ameaça estrangeira, ou uma luta em nome da modernização.
Citadas as duas definições clássicas, teceremos algumas críticas. Primeiro, queremos refutar a idéia, presente principalmente em Touraine, de que um movimento social tenha de ser necessariamente um movimento de classes sociais. Um exemplo, que evidencia a fragilidade dessa afirmação é a existência do Movimento Ecológico, que luta contra a conduta predatória das indústrias e contra o estilo consumista de vida. Ao invés de tratarmos os movimentos sociais como um movimento de classe, acreditamos ser mais indicado trata-lo como um ato de protesto, seja ele composto por uma classe ou por um grupo heterogênio.
Outro ponto merecedor de destaque é o fato de que nem todo movimento social busca controverter a ordem social, como disse Castells. Existem movimentos sociais que lutam contra a possível mudança social, como é o caso da UDR (União Democrática Ruralista). Isso mostra que alguns movimentos sociais podem protestar contra a transformação da sociedade, lutando assim pela preservação da ordem estabelecida.
Terminamos essa breve discussão apresentando um conceito de movimento social que resume o já dito: "movimento social é uma ação coletiva de caráter contestador, no âmbito das relações sociais, objetivando a transformação ou a preservação da ordem estabelecida na sociedade".
Referência bibliográfica:
www.mestreclaudio.pro.br/artigos/artigo_new19.htm

6 Comments:

Blogger ilanna said...

Bom dia!
Estou citando o seu post em um artigo meu, será que vc poderia me dar seu sobrenome verdadeiro para que eu pudesse citar?
Obrigada!

6:12 AM  
Blogger ilanna said...

Bom dia!
Estou citando o seu post em um artigo meu, será que vc poderia me dar seu sobrenome verdadeiro para que eu pudesse citar?
Obrigada!

6:13 AM  
Blogger Pablo said...

Me ajudou bastante! tinha q apresentar sobre o assunto na facul!
vlwzao!

6:17 PM  
Blogger Otávio said...

Boa tarde,
Da mesma forma que Ilanna também pretendo citar seu post em um artigo. Para isso eu precisaria do seu nome verdadeiro, formação e se trabalha em alguma instituição...
obrigado e um abraço
Otávio Bocheco
o.bocheco@gmail.com

8:13 AM  
Blogger Eu sei oq vc fez no chucapol passado said...

Olá,

O ponto que você critica em Tourraine foi ressaltado por ele mesmo. Ele distingue os movimentos sociais em tipos, exatamente pq alguns tem objetivos completamente diferentes.
Ele chama de movimentos culturais aqueles movimentos com adversários vagos e que lutam por uma experiência particular, citando especificamente o movimento ambiental.
A questão das classes sociais, também é discutida por ele, exatamente no sentido que você coloca aqui.

Procure por TOURRAINE, Alain. Podemos viver juntos? Iguais e Diferentes. Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

5:25 AM  
Blogger valerinha said...

Boa noite,será que vc se incomodaria de me passar seu nome?pois preciso, pois desejo postar este seu trabalho, num trabalho no qual preciso apresentar na escola,sobre os movimentos sociais.Desde ja ti agradeço.

6:50 PM  

Post a Comment

<< Home